Home / Cidades / Anápolis não sai do zero com o Bragantino e está eliminado da Copa do Brasil
.

Anápolis não sai do zero com o Bragantino e está eliminado da Copa do Brasil

 

Em sua primeira partida da história na Copa do Brasil, o Anápolis não conseguiu a vitória e está eliminado da competição. A partida, realizada no Estádio Jonas Duarte, não teve muitas emoções e o zero não saiu do placar. Com a nova regra aplicada nas duas primeiras fases da competição, o empate dá ao time visitante a vaga para a próxima fase, restando ao mandante apenas a opção da vitória.

Agora, o Galo da Comarca volta seu foco para o Goianão, onde enfrenta o Itumbiara na próxima rodada. O jogo começou em ritmo lento, com as equipes se estudando no começo. O bom público presente no Jonas Duarte tentou empurrar o Galo da Comarca para cima do Bragantino. Porém, a equipe paulista começou melhor, com Anderson Ligeiro cirando chances nas costas de Marcelo e Rafael Chorão organizando as jogadas pelo meio.

O primeiro lance de perigo da partida foi “sem querer”. Uma bola sobrou no meio campo e o zagueiro Valdomiro chegou chutando, ela quase surpreendeu Renan Rocha que evitou o gol do time de Bragança. Depois disso, só deu Bragantino, que alterou o lado do ataque, e começou a jogar mais com Bruno Oliveira pelo lado direito.

Os grandes momentos da primeira etapa ficaram para os minutos finais. Primeiro, aos 40 minutos, o Massa Bruta assustou o goleiro João Vitor. Após a bola sobrar na entrada da grande área, Bruno Oliveira chegou arriscou o chute e acertou a rede do lado de fora.

Já o Anápolis aproveitou a falha do jovem zagueiro Guilherme Mattis para quase abrir o placar. O jogador cortou mal e a bola sobrou para Régis, que não conseguiu tirar e acabou chutando em cima de Renan Rocha. Na volta, o lateral direito Marcelo chegou chutando de canhota e fez a bola passar rente a trave.

Logo no intervalo o técnico Caio Autuori realizou uma mudança no Galo: o atacante Quirino entrou no lugar de Régis. A primeira oportunidade da segunda etapa foi justamente do atacante que fez sua estreia com a camisa do tricolor. Aos dois minutos Quirino recebeu, balançou na frente da zaga, mas finalizou para fora.

Se o Bragantino esteve melhor na primeira etapa, a equipe comandada por Alberto Félix se “escondeu” no segundo tempo. Com a entrada de Quirino, Sotero começou a entrar mais no jogo, porém, logo foi substituído.  O melhor lance da segunda etapa, apesar do maior ritmo de jogo do Anápolis, foi do clube paulista, com Rafael Grampola que cara a cara com João Vitor improvisou um voleio e parou na grande defesa do goleiro do Anápolis

A reta final da partida não guardou muitas emoções e mesmo com todas as substituições realizadas, o Anápolis não levou perigo. O 0 a 0 permaneceu até o final do jogo, onde o Bragantino garantiu sua vaga e agora enfrenta o Vitória na segunda fase da Copa do Brasil.

Veja Também

Propaganda eleitoral no rádio e tv termina hoje

Nesta sexta-feira (26) serão exibidos  os últimos programas do horário eleitoral gratuito no rádio e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *