Home / Notícias e Destaques / Com discursos de base e oposição, Assembleia reabre os trabalhos nesta quarta
.

Com discursos de base e oposição, Assembleia reabre os trabalhos nesta quarta

 

A Assembleia Legislativa de Goiás retoma as sessões plenárias nesta quarta-feira (15), às 15 horas, em sessão solene, que marca a reabertura dos trabalhos em plenário da 3ª sessão legislativa ordinária da 18ª Legislatura. Nesta sessão, estão previstos discursos de um deputado da situação e um da oposição e também a apresentação, por parte do governo estadual, do Plano Anual de Governo e prestação de contas de 2016.

O segundo biênio da 18ª Legislatura, sob a presidência do tucano José Vitti, começará com seis novos deputados. Daniel Messac (PSDB), Karlos Cabral (PDT), Lívio Luciano (PMDB) e Wagner Siqueira (PMDB) assumem as cadeiras deixadas pelos ex-deputados e agora prefeitos Zé Antônio (PTB), Renato de Castro (PMDB), Ernesto Roller (PMDB) e Adib Elias (PMDB) respectivamente.

Completam a lista o deputado Jeferson Rodrigues (PRB), que ganhou o direito à cadeira antes ocupada por Santana Gomes (PSL) por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e a deputada Lêda Borges (PSDB), que retorna à Casa depois de passar dois anos no Executivo, à frente da Secretaria de Estado da Mulher, Desenvolvimento Social, da Igualdade Racial, dos Direitos Humanos e do Trabalho.

Por causa das mudanças nas cadeiras e nas bancadas, combinadas à posse da nova Mesa Diretora, que se ocupará de coordenar os trabalhos do Parlamento goiano até o final de 2018, algumas lideranças parlamentares vão mudar. Enquanto PSDB, PMDB e PSD continuam com seus atuais líderes, Gustavo Sebba, José Nelto e Lincoln Tejota, conforme a ordem, PT, PR e PSB só deverão anunciar mudanças após a volta dos trabalhos.

Da mesma forma, a composição e a presidência de algumas das 16 comissões permanentes vão mudar. A articulação para a escolha dos novos membros deve ser feita em Plenário, respeitada a proporcionalidade partidária. Já presidência de cada uma delas é definida nas reuniões.

Cada deputado tem o direito de participar de pelo menos duas comissões permanentes, compostas por sete membros cada. Fogem à regra somente a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), a Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento e a Comissão de Organização dos Municípios, que têm 11 membros.

Veja Também

José Eliton lança programa para a Pessoa com Deficiência e Carteira de Identificação do Autista

“Pela primeira vez, nosso estado cria condição efetiva de participação das entidades. Isso nos dá ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *