Home / Brasil / Como fica o Senado Federal após as eleições de 2018
.

Como fica o Senado Federal após as eleições de 2018

MDB encolhe, mas mantém maior bancada no Senado, que fica mais fragmentado e menos feminino. Ficaram assim as bancadas do Senado após a eleição de 2018

Senado Federal                                                      Plenário do Senado

O MDB foi o partido que mais perdeu senadores nas eleições deste domingo (7). Maior bancada do Senado nesta legislatura, com 18 representantes, o partido passará a contar com 11 a partir de 2019.

Em termos de encolhimento, a legenda é seguida de PSDB, que caiu de 12 para oito (podendo ser sete, com a possível vitória do tucano Antonio Anastasia ao governo de Minas), e do PT, que passará de nove para seis (veja quadro com a composição partidária abaixo).

A votação de ontem (domingo,7) também foi marcada pela redução da representação feminina e pela pulverização de partidos.

Emedebistas tradicionais ficaram pelo caminho na corrida eleitoral, entre eles Eunício Oliveira (CE), presidente do Senado, Garibaldi Alves (RN), Roberto Requião (PR) e Valdir Raupp (RO).

Mas chama a atenção a derrota, em Roraima, de Romero Jucá (MDB), um dos senadores mais influentes da atual legislatura. Um dos campeões de processos criminais no Supremo Tribunal Federal (STF), alguns deles referentes à Operação Lava Jato, Jucá estava há 24 anos no Senado.

Se foram reduzidos os números de representantes femininas e de emedebistas tradicionais, aumentou a quantidade de partidos com representação na Casa. Em vez das 17 siglas atuais, o Senado passará a 21. Entre as novidades está o Partido Social Liberal (PSL) do presidenciável Jair Bolsonaro, que disputará a presidência da República com Fernando Haddad (PT), que chega à Casa com quatro membros.

Além do PSL, passam a ter representação no Senado o Partido Humanista da Solidariedade (PHS), com dois nomes, o Partido Social Cristão (PSC) e o Solidariedade, ambos com um representante.

Assim ficaram as bancadas do Senado a partir de 2019:

MDB — (passou de 18 para 11 senadores)
PSDB — (passou de 12 para 8 senadores)
PSD — (passou de 5 para 7 senadores)
PT — (passou de 9 para 6 senadores)
PP — (continua com 6 senadores)
DEM — (passou de 5 para 6 senadores)
Podemos — (continua com 5 senadores)
Rede — (passou de 1 para 5 senadores)
PDT — (passou de 3 para 4 senadores)
PSL — (passou de 0 para 4 senadores)
PTB — (continua com 3 senadores)
PR — (passou de 4 para 2 senadores)
PSB — (passou de 3 para 2 senadores)
PHS — (passou de 0 para 2 senadores)
PRB — (passou de 2 para 1 senador)
PPS — (continua com 1 senador)
Pros — (continua com 1 senador)
PTC — (continua com 1 senador)
Solidariedade — (passou de 0 para 1 senador)
PSC — (passou de 0 para 1 senador)
PCdoB — (passou de 1 para 0 senador)

Veja Também

Secretaria de Governo tem novo titular

  A mudança de secretário ocorre pouco menos de três meses antes do término da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *