Home / Política / ELEIÇÕES 2018 / DEBATE RECORD TV É MARCADO POR ATAQUES DE TODOS
.

DEBATE RECORD TV É MARCADO POR ATAQUES DE TODOS

 

 O governador e candidato a reeleição José Eliton foi o principal alvo

A Record TV Goiás realizou na noite desta sexta-feira (28/9) o debate com candidatos ao governo do Estado com o governador Zé Eliton (PSDB), que busca a reeleição, Ronaldo Caiado (DEM), Daniel Vilela (MDB), Weslei Garcia (PSOL) e Kátia Maria(PT). A sabatina, que teve como mediador o apresentador Carlos Magno, foi marcada por ataques direcionados ao atual governador.
 
O apresentador Carlos Magno foi mediador                                                                                   (Foto: Letícia Coqueiro)
PRIMEIRO BLOCO  
No primeiro bloco foram duas rodadas de confronto direto entre os candidatos, com tema livre, no formato de pergunta, resposta, réplica e tréplica. O senador Ronaldo Caiado, candidato do DEM, disse que que vai manter e ampliar os colégios militares no Estado, respondendo à pergunta de Zé Eliton. “Vamos ampliar os colégios militares, principalmente nas regiões mais carentes”, afirmou o senador. A resposta foi questionada por Zé Eliton. De acordo com o tucano, o Democrata teria afirmado, em outra ocasião, que não daria continuidade ao projeto de colégios militares em Goiás.

(Foto: Letícia Coqueiro)
Daniel Vilela, candidato do MDB ao governo de Goiás, afirmou que, se eleito, vai “priorizar o que há de mais moderno na gestão”. “Nosso plano de gestão leva em consideração a gestão contemporânea. Não podemos continuar com falsas promessas”. Ainda segundo o emedebista, os serviços de qualidade aos cidadãos serão prioridade. “O povo não suporta mais não ser atendido com qualidade”.
Questionada sobre a crise na saúde durante o debate na TV Record Goiás, a candidata Kátia Maria, do PT, criticou o atual modelo de gestão dos hospitais estaduais que “aumentou os custos e diminuiu o número de atendimentos”. Ela afirmou que, se eleita, irá assumir a administração das unidades, “trazendo a responsabilidade para o governo”. Acrescentou que irá fortalecer o SUS, por meio da realização de concurso público e criar hospitais regionais.
Transporte 
Weslei Garcia (Psol) respondeu à pergunta de Daniel Vilela (MDB) sobre transporte no Entorno do Distrito Federal. Natural da região, ele disse que a pauta “nunca foi discutida” e só volta à cena a cada quatro anos. Weslei se comprometeu a recuperar a linha férrea que liga Luziânia a Brasília e contribuir com o transporte público, com uma empresa pública. Já o emedebista garantiu que vai promover a integração do sistema de Goiás com o Distrito Federal, adotando um bilhete único para os moradores do entorno que quiserem se deslocar para o Distrito Federal. Disse também que a medida valerá para a Região Metropolitana de Goiânia.

(Foto: Letícia Coqueiro)
Alvo de ataques e críticas em quase todas as perguntas dos candidatos adversários, Zé Eliton afirmou que a operação Cash Delivery, que investiga o ex-governador Marconi Perillo, não tem ligação com sua campanha.
Ao ser questionado pelo candidato professor Weslei (PSol), José Eliton destacou, durante sua resposta, que, diferente do que foi levantado por Weslei, Marconi “não foi alvo de mandado de prisão preventiva”. “Foram mandados de busca e apreensão em alguns endereços do ex-governador”, ressaltou o tucano.
Eliton reforçou que durante as gestões do PSDB em Goiás “os avanços foram muitos”. “Temos muito orgulho do que fizemos”, completou ao citar algumas ações realizadas nos últimos anos.

(Foto: Letícia Coqueiro)

SEGUNDO BLOCO

O segundo bloco contou com duas rodadas de perguntas sobre temas sorteados ao vivo. Sobre geração de emprego, o senador Ronaldo Caiado que vai buscar parcerias com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Goiás e com empresários para gerar emprego em Goiás.
Sobre feminicídio, Kátia Maria, propôs a criação do programa “Mulheres Vivas”, focado no combate ao crime no Estado. A petista lembrou que “Goiás ocupa o segundo lugar no mapa do feminicídio”. Segundo ela, “faltam ações efetivas contra esse tipo de crime em Goiás”.

(Foto: Letícia Coqueiro)
No assunto saúde, Weslei Garcia (Psol) afirmou que vai extinguir os contratos de gestão com Organizações Sociais (OSs). “Médicos e enfermeiros vem denunciando a precarização dentro dos hospitais”, disse. Ele garantiu que, se eleito, vai construir hospitais e terminar obras já iniciadas. “Vamos concluir o Hospital de Águas Lindas e de Santo Antônio do Descoberto”. Ele ainda informou que vai implementar o projeto ‘Saúde em Casa’, que prevê atendimento preventivo e em domicílio. “Vamos também respeitar a data base dos servidores da saúde”.
Ainda sobre o mesmo tema, Daniel Vilela disse que vai adotar a tecnologia para oferecer atendimento médico de qualidade à população. “O cidadão que nos assiste não quer saber se a regulação é do estado ou do município, ele precisa ser atendido e é isso que faremos”, garante.  Ele diz que será adotado o prontuário eletrônico e procedimentos como consultas e exames serão agendados por meio de aplicativos de celular. Desta forma, será possível identificar seu histórico de saúde do paciente.

(Foto: Letícia Coqueiro)

Veja Também

Propaganda eleitoral no rádio e tv termina hoje

Nesta sexta-feira (26) serão exibidos  os últimos programas do horário eleitoral gratuito no rádio e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *