Home / Estado / Governo firma convênio com sistema “S” e judiciário para qualificar vitimas de violência
.

Governo firma convênio com sistema “S” e judiciário para qualificar vitimas de violência

 

O governo de Goiás, por meio da Secretaria Cidadã, firmou convênios com setor produtivo para promover qualificação profissional para menores em conflito com a lei e mulheres vítimas de violência. A última parceria foi celebrada na Federação do Comércio do Estado de Goiás, envolvendo o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Poder Judiciário e demais parceiros. A reunião aconteceu na última quinta-feira (11/10).

A proposta inicial é oferecer cursos de qualificação a adolescentes vitimas de violência que estejam em abrigos. Idealizado pela auditora fiscal do Ministério do Trabalho Katleem Marla Pires de Lima, a pedido do Secretário Murilo Mendonça, o projeto foi expandido para os adolescentes que estão em processo de ressocialização dentro ou fora de unidades sócio-educativas do Estado e também aos que são egressos dessas unidades, além de abarcar mulheres vítimas de violência doméstica, cuja dependência financeira de seus agressores as impedem de interromper o ciclo de violência que sofrem. “Após conversa sobre o projeto com o governador José Eliton, me foi determinado que em empenhássemos esforços da Secretaria Cidadã para, em conjunto com os entes parceiros do programa, o programa de qualificação lograsse êxito no menor tempo possível”, afirmou Murilo Mendonça. 

 Os cursos serão ministrados pelas entidades do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, com possibilidade de encaminhamento a uma vaga de trabalho por meio de um banco de oportunidades. O presidente da Fecomércio, Marcelo Baiocchi propôs a formação de uma comissão, com as entidades presentes, para debater os mecanismos de inclusão e capacitação destes jovens que estão em situações de vulnerabilidade social. “Acredito que seja fundamental, porque traz praticidade para o projeto”, afirmou.

 Estavam presentes na reunião o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac em Goiás, Marcelo Baiocchi, o secretário da Secretaria Cidadã de Goiás, Murilo Mendonça Barra, o diretor regional do Sesc e Senac, Leopoldo Veiga Jardim, a diretora de Desenvolvimento Social do Sesc, Márcia Carvalho, o procurador do Ministério Público do Trabalho, Antônio Carlos Cavalcante Rodrigues, os representantes do Juizado da Infância e Juventude de Goiânia, Eduardo Tavares dos Reis, Vanessa Maria dos Santos e Odete Janot Garib, o presidente do Seac, Edgar Segato, o presidente do Secovi-GO, Ioav Blanche, o presidente do Sindinformática, Marco César Chaul, e a representante do Ministério Filantrópico Terra Fértil, Rúbia Barbosa.

 Comissão – Uma comissão foi crida para elaborar um perfil do público que será atendido pelas empresas. Inicialmente, de 20 a 25 vagas serão ofertadas e a comissão vai adequar a oferta das vagas com o público atendido.

Veja Também

Governador José Eliton se reúne com deputados da base e agradece apoio ao governo

“Minha gratidão pelo comprometimento”, disse José Eliton     O governador José Eliton se reuniu, nesta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *