Home / Economia / Mulheres são maioria em Goiás e vivem bem longe do campo, aponta estudo
.

Mulheres são maioria em Goiás e vivem bem longe do campo, aponta estudo

renda-da-mulher-trabalhadora-As mulheres são maioria em Goiás e se concentram majoritariamente nas cidades. As informações foram extraídas da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2014) e constam de informe técnico da Gerência de Estudos Socioeconômicos da Secretaria de Gestão e Planejamento (IMB/Segplan), denominado Mulher Goiana.

Segundo a pesquisadora Juliana Dias, aproximadamente 52% da população goiana são do sexo feminino. Ela explica ainda que há grande concentração delas no meio urbano (93%) e apenas 7% no meio rural. Na última década, o porcentual de mulher com 15 anos ou mais de estudo dobrou. Passou de 4,1% em 2005 para 8,2%.

Outros dados do informe:

– o número de trabalhadoras goianas com Carteira de Trabalho assinada subiu de 31,5% em 2005 para 41,2% em 2014, embora o porcentual de mulheres com rendimento superior a cinco salários mínimos tenha caído de 3,7% para 2,6%, no mesmo periodo;

– apesar de todas as conquistas adquiridas, a mulher ainda tem rendimento inferior ao do homem, mesmo que tenha maior qualificação;

– na sociedade goiana, há predominância de mulheres ocupadas como diretoras, dirigentes e gerentes, principalmente nas áreas de saúde, de educação, de serviços culturais, sociais ou pessoais. Com isso, o indicador de vulnerabilidade de mulheres chefes de família aumentou de 13,39%, no ano de 2000, para 14,51%;

– Devido a uma maior inserção da mulher no mercado de trabalho, nos últimos anos, ocorreu em Goiás uma redução da taxa de fecundidade, que hoje é de 1,87 filho por mulher, abaixo da médica nacional, que é de 1,89.

 

Mais informações:

Condições socioeconômicas das goianas avançam

 

Veja Também

José Eliton lança programa para a Pessoa com Deficiência e Carteira de Identificação do Autista

“Pela primeira vez, nosso estado cria condição efetiva de participação das entidades. Isso nos dá ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *