Home / Manchetes / “O que estamos fazendo é a favor de Goiás e do Brasil”, diz Marconi sobre venda da Celg
.

“O que estamos fazendo é a favor de Goiás e do Brasil”, diz Marconi sobre venda da Celg

O governador Marconi Perillo (PSDB) e diretores da Enel Brasil S.A assinaram nesta terça-feira (14) o contrato de privatização da Celg, em solenidade no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia. Em seu discurso, o tucano voltou a elogiar a negociação e disse que Estado viverá uma “nova página da história” com os recursos oriundos da venda.

“Com os novos investimentos, a Enel fará jus à confiança que nós depositamos ao preparar em conjunto com a Eletrobrás, o Ministério de Minas e Energia e o governo federal essa privatização, que é a primeira do governo Temer. Até chegarmos a esse ponto, o caminho foi longo, tortuoso, difícil”, disse o tucano.

Dono de 49% das ações, o Estado já recebeu R$ 1,1 bilhão pela venda da Celg. A Eletrobras, que possui o restante dos papéis da empresa, ficou com R$ 1,065 bilhão mais cerca de R$ 82 milhões da oferta dos empregados.

Diretor global de Infraestrutura e Rede da Enel, Livio Gallo afirmou que o objetivo da empresa é transformar a Celg na distribuidora de energia número um do País. Além do valor pago, a Enel vai desembolsar ainda R$ 4 bilhões em dívidas da Celg e investirá R$ 800 milhões de dólares na melhoria do sistema de energia. A prioridade, conforme destacou Livio Gallo, é investir na modernização e na expansão do sistema de distribuição.

Ele pontuou que a Enel está investindo na modernização da rede de distribuição no Brasil cerca de 3
bilhões de euros pelos próximos três anos. “Estamos aplicando no Brasil as mais avançadas técnicas de automação de rede de distribuição para melhorar a qualidade dos serviços prestados. Em Goiás, identificamos uma grande oportunidade de crescimento e patamares acima da média nacional”, disse.

Em seu discurso, o governador ainda encheu de elogios os diretores da Enel e a própria empresa. “Nós sabemos que, onde vocês estão atuando, o fazem com competência, qualidade e respeito aos consumidores. Nós temos convicção de que em pouco tempo a Enel mostrará a que veio aqui em Goiás. E, à medida que os investimentos forem anunciados e realizados, a população perceberá que nós perdemos muito tempo por não termos privatizado antes ainda essa empresa”, argumentou.

Presente à solenidade, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Júnior, confirmou que a privatização da Celg deve ser a primeira de muitas negociações envolvendo outras empresas de energia brasileiras.

“Hoje é um dia que marca uma nova era brasileira. Com todos os brasileiros ansiando muito pela recuperação da economia, ela se dá com movimentos semelhantes ao que temos aqui hoje, através da prova de grande confiança dos italianos e da Enel no Brasil. É uma enorme satisfação estar aqui sendo testemunha de um momento que marca, certamente, a recuperação brasileira. Não tenho dúvida de que nós vamos ter agora um novo ciclo de grande desenvolvimento no Estado de Goiás”, afirmou.

 

Veja Também

José Eliton: “Goiânia é referência em progresso e qualidade de vida”

O governador de Goiás, José Eliton (PSDB), usou as redes sociais para homenagear a capital, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *