Home / Cidades / Projeto obriga SUS funcionar 24 horas/dia durante toda semana
.

Projeto obriga SUS funcionar 24 horas/dia durante toda semana

O vereador Cabo Senna (PRP) deu entrada na sessão desta quinta-feira (9) da Câmara de Goiânia a um projeto de lei que altera significativamente o funcionamento das unidades do SUS na capital. Pelo projeto, o vereador quer o funcionamento ininterrupto nas 24 horas/dia, durante os sete dias da semana em todas as unidades do SUS.

A medida, portanto, alcançaria os Centros de Assistência Integrada à Saúde (Cais), Centros Integrados de Assistência Médico-Sanitário (Ciams), Unidades de Pronto Atendimento (Upas), Centro de Referência em Ortopedia e Fisioterapia, Maternidade Nascer Cidadão, Hospital da Mulher e Maternidade Dona Íris, Pronto Socorro Psiquiátrico Wassily Chuc, Ambulatório Municipal de Psiquiatria, Ambulatório de Queimaduras e Serviço de Verificação de Óbito.

Ao justificar sua propositura, Senna lembra que “a população sofre com o atendimento prestado, sobretudo nas unidades de urgência e emergência de Goiânia. A maioria dessas unidades trabalha no limite por falta de funcionários e material básico. São frequentes as paralisações em Cais e Ciams, por exemplo, por falta de pessoal, o que exige realização urgente de novos concursos”.

O vereador cita ainda que o SUS em Goiânia possui mais de 4 milhões de pessoas cadastradas para uma população de 1,4 milhão de habitantes. “Isso”, segundo ele, “mostra de forma cabal a corrida para o atendimento na capital, devido às deficiências na área de saúde nos municípios goianos e até de outros Estados”.

Cabo Senna lembra que seu projeto dá um ANO DE PRAZO para que a Secretaria de Saúde possa adequar as unidades de atendimento conforme as novas normas, caso o projeto seja aprovado pelo plenário e posteriormente sancionado pelo prefeito Íris Rezende.

Veja Também

JOSÉ ELITON CONSAGRADO CANDIDATO DA BASE EM GRANDE FESTA

O Ginásio Goiânia Arena sediou neste domingo (05) a convenção estadual do PSDB, que consolidou ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *